De acordo com o dicionário o significado de casa é: ‘edifício de formatos e tamanhos variados, quase sempre destinado a habitação’.

Mas venho falar da sua casa interna, aquele lugar que só você tem acesso, que é a única pessoa capaz de realizar transformações, e coordenar de forma ímpar.

Isso significa olhar com uma outra perspectiva, aprender a valorizar o que é útil, e dispensar o que atrapalha seu desenvolvimento. Essa é a graça!

Com tantas experiências adquiridas ao longo do tempo, atualmente sua casa é mais ousada e flexível do que antes.

Todas as etapas da vida exigem diversos cuidados, e apesar de não se tornar adolescente, adulto ou velho de um dia para o outro, ‘oficializar’ esses ciclos é de extrema importância. Eles marcam a nossa história. Para algumas pessoas, comemorar o aniversário é uma maneira. Outra forma de ver é compreender que o envelhecimento é um processo contínuo, que começa com o nascimento, e só termina quando morremos.

Entender e aceitar que o corpo e a mente já não são mais os mesmos, e que suas respostas, tanto fisiológicas como psicológicas, também mudaram, é positivo. Isso agrega valor às suas conquistas, por menores que sejam, pois cada uma fará parte da sua história, sem cortes ou censura.

Na terceira idade muitas mudanças já ocorreram, e outras mais estão por vir, por isso é tão significativo manter-se acessível, e preparar sua casa para mais essa etapa.

A velhice não é uma parte separada do todo, mas sim a continuidade daquela criança cheia de sonhos, do jovem que levantava a bandeira para uma causa, e do adulto que conseguiu vivenciar todas essas fases para chegar até aqui, e passar por uma nova transformação para, finalmente, gozar da maturidade e experiência de vida.

Essas etapas são acompanhadas pelos familiares e amigos, que mudam de casa com você! Eles fazem parte desse processo, pois vocês dividiram histórias, sentimentos, reflexões… Olhar o outro e saber que é possível confidenciar algo, fazer planos, ou simplesmente se manter aberto a receber o que ele oferece, pode parecer arriscado, mas torna a vida mais intensa.

Ao longo da vida os laços de amizade são fortalecidos e, na maturidade, sua importância é explícita, pois a manutenção dos vínculos sociais, afetivos e psicológicos, fica evidente e mostra-se mais significativa que nunca.

Ainda assim, algumas pessoas vêm a velhice somente como perda de autonomia e doenças, e fazem desse processo natural um vilão. Mas não precisa ser dessa forma, pois a dependência faz parte de todas as etapas da vida, e pode ser social, financeira, afetiva, física…

Portanto, sua casa pode ser mais tranquila, sem confusões ou tensões devido aos desentendimentos, mas com profundidade, moldada de acordo com suas necessidades, e mais congruente com sua realidade interna e externa.

Quanto da sua vida é direcionado para a preparação dos seus anos de velhice? Você é a única pessoa capaz de entender os sinais da sua mente e corpo, aprender com os erros, e transformar a própria vida!

Fonte: Michelle Perz Alves Xavier, Psicóloga – CRP 06/129104

 

(JA, Fev21)