No Brasil, 10,5% da população possui 65 anos ou mais. O que equivale a 21 milhões de idosos, aproximadamente.

Para 2047, a perspectiva é que esta porcentagem mais que dobre, chegando a 25%.  Agora, imagine o corpo humano como uma grande máquina.

Todos os mecanismos precisam estar em ordem para que o funcionamento seja o mais eficaz possível.  Ao longo dos anos, é necessário que essa máquina ganhe adaptações e cuidados, para se manter ativa e eficaz pelo máximo de tempo.

Manter hábitos saudáveis é importante em qualquer idade para garantir melhor qualidade de vida. Mas, quando falamos da terceira idade, isso se torna fundamental.

Além da prática regular de atividade física, que garante um estado físico e mental mais equilibrado nos idosos, a alimentação é uma parte que precisa ser olhada com atenção.

Afinal, por meio de diversos alimentos conseguimos, por exemplo, aumentar a imunidade do organismo, prevenindo uma série de doenças.

A importância de se alimentar bem na terceira idade

A inserção de todos os grupos alimentares (legumes, laticínios, proteínas, grãos e frutas) agem diretamente para o bom funcionamento do organismo.

Nesse sentido, uma vertente que vem crescendo ao longo dos anos é a da chamada medicina da prevenção, que tem como objetivo garantir a saúde para idosos.

A ingestão de compostos bioativos, presentes em muitos suplementos, alimentos e bebidas funcionais, podem oferecer nutrientes, e agir contra males e doenças decorrentes da idade avançada.

Alguns exemplos destes compostos:

  • Vitaminas, minerais e glutamina: são grandes aliados contra a osteoporose.
  • Proteínas e aminoácidos: podem ser grandes aliados no combate à sarcopenia, que ocorre quando há a diminuição da massa muscular no corpo.
  • Colágeno: auxilia no tratamento da osteoporose e osteoartrite, ao aumentar a densidade mineral óssea, proteger a cartilagem articular, e proporcionar alívio de dores.
  • Ômega 3: traz como benefícios o fortalecimento do sistema imunológico, a preservação da audição, combater processos inflamatórios e alguns tipos de câncer.

Abaixo seguem relacionados alguns alimentos que ajudam a manter a saúde em dia, e que não podem faltar na dieta dos idosos.

Os 5 alimentos que ajudam a aumentar a imunidade

  1. Frutas: acerola, melão, laranja, abacaxi e maracujá, são alguns exemplos de frutas ricas em vitamina C. Elas são ótimas opções para aumentar a imunidade na terceira idade.
  2. Vegetais escuros: conhecidos como fontes de vitamina E. Os vegetais escuros, como couve, acelga, espinafre, rúcula e brócolis, são fundamentais, não só para aumentar a imunidade, como também para regular o metabolismo.
  3. Peixes: extremamente ricos em ômega 3, o que contribui para a melhora da memória. Peixes como atum, salmão e a sardinha, são fontes de vitamina D, a mesma que as doses diárias de sol produzem em nosso organismo.
  4. Leites e derivados: são ricos em vitamina D e zinco, que complementam uma dieta saudável. Sendo assim, caso o idoso tenha restrição a este tipo de alimento, ele pode encontrar o zinco em leguminosas como o feijão, castanhas e carnes.
  5. Água: é responsável por garantir que todas as reações químicas aconteçam corretamente nas células. Por isso, manter o idoso hidratado é imprescindível, sobretudo se estiverem doentes.

Vale ressaltar que as sugestões de alimentos acima são genéricas; sendo assim, não deixe de buscar orientação específica para seu caso, junto a um profissional em nutrição.

Fonte: Redator EMS | Viver Bem

 

(JA, Set21)