“Sou veterinário e, em determinado dia, apareceu no meu consultório um cachorro para ser examinado. Ele se chamava Tobby, e a família esperava por um milagre, considerando que ele estava com um câncer em estado avançado.

Examinei Tobby e logo cheguei à conclusão que ele realmente estava morrendo de câncer. Informei à familia, dizendo que não poderia fazer nada para alterar o quadro clínico, para salvá-lo. Tobby foi cercado pela família.

A menina, Renata, parecia tão calma, acariciando o cão pela última vez, que eu me perguntei se ela não havia entendido o que estava acontecendo. Em poucos minutos, Tobby caiu desmaiado, como se estivesse pacificamente dormindo, para nunca mais acordar.

A garotinha pareceu aceitar sem dificuldade. Ouvi a mãe se perguntando: ‘Por quê a vida dos cães é mais curta do que a dos seres humanos?’ Renata então disse: ‘Eu sei por quê’.

A explicação da menina mudou minha maneira de ver a vida. Ela disse:

‘A gente vem ao mundo para aprender a viver uma boa vida, como amar aos outros o tempo todo e ser boa pessoa, né?! E, como os cães já nascem sabendo fazer tudo isso, eles não têm que viver por tanto tempo como nós. Entendeu?!’ Refletindo sobre o que aconteceu, sobre a fala da menina, fui levado a concluir que se um cão fosse nosso professor, poderíamos aprender a nos comportar de uma forma muito mais saudável e, por que não, mais humana. Por exemplo:

  •  Quando nossos entes queridos chegarem em casa, sempre correr para cumprimentá-los. ¾ Nunca deixar passar uma oportunidade de ir passear.
  • Permitir que a experiência do ar fresco e do vento no seu rosto seja de puro êxtase!
  • Sempre que puder, tirar cochilos.
  • Alongar-se antes de se levantar.
  • Correr, saltar e brincar diariamente.
  • Melhorar a sua atenção, e deixe as pessoas tocarem em você.
  • Evitar ‘morder’, quando apenas um ‘rosnado’ for o suficiente.
  • Em um clima muito quente, beber muita água e deitar-se na sombra de uma árvore frondosa.
  • Quando estiver feliz, dançar movimentando todo o seu corpo.
  • Deliciar-se com a simples alegria de uma longa caminhada.
  • Ser fiel. ¾ Nunca pretender ser algo que não é.
  • Se o que você quer, estiver enterrado, cavar até encontrar.

E, não esqueça, quando alguém estiver num mal dia, ficar em silêncio, sentar-se próximo e, suavemente, fazê-lo sentir que você está ali.”  UA

(JA, Fev17)