Procura pela odontologia estética coloca o Brasil no topo do ranking mundial, mas país ainda sofre com problemas básicos

Como não é novidade, a beleza é um dos aspectos mais importantes para o brasileiro. Não é à toa que o país ocupa o segundo lugar no ranking mundial das cirurgias plásticas, estando atrás apenas dos Estados Unidos. No que se refere à odontologia estética, a vaidade do brasileiro se mantém. Nos últimos anos, a procura pelo sorriso perfeito aumentou bastante no país e os procedimentos estéticos mais procurados hoje são o clareamento, as lentes de contato, as facetas, a limpeza bucal e os cuidados diários, de acordo com a docente do curso de Odontologia da Anhanguera de Joinville (SC), Tatiana Konrad Fischer.

As faixas de preço desses procedimentos variam bastante, conforme o tipo de material utilizado e pelo tempo demandado, além do profissional que muitas vezes precisa ser um especialista. Esses tratamentos especializados costumam ser mais onerosos, pois é esperado que um especialista altamente qualificado exija um investimento maior. ‘Esses profissionais têm pleno conhecimento da importância do uso de materiais específicos de qualidade e de alto padrão, possuem muita qualificação e realizam um trabalho que é referência entre os pacientes’, justifica Fischer.

Apesar da preocupação estética, a maior procura por um dentista se dá por necessidades de saúde, característica que fica mais evidente se considerado o Sistema Único de Saúde. ‘O perfil de quem busca um especialista no atendimento público ainda é por procedimentos restauradores e até mutiladores, em virtude das grandes mazelas sociais que vivemos’, afirma a coordenadora do curso de Odontologia da Faculdade Pitágoras de Linhares (ES), Marcela Vieira Calmon. Somente este ano, o Ministério da Saúde divulgou o total de R$344 milhões para programas de saúde bucal.

Já para a professora de Odontologia da Uniderp (MS), Terezinha de Jesus Carvalho Ferreira, as cinco dicas essenciais para ter um sorriso perfeito e prevenir problemas odontológicos são:

° manter a higiene bucal adequada;

° ter uma alimentação saudável;

° disciplina no consumo de guloseimas e doces;

° visitar regularmente um dentista, e

° manter cuidados com a saúde em geral do organismo.

‘Considere seus dentes como qualquer outro órgão do seu corpo, que exige cuidado integral’, complementa a coordenadora de Odontologia da Anhanguera de Osasco (SP), Talita Zanluqui de Souza.

 

Texto:  Weber Shandwick agency

 

(JA, Out17)